Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes Tudoem Mogi das Cruzes

Close
Fechar
Conheça as outras cidades onde o Tudoem esta presente
Tudoem Mogi das Cruzes

EMTU promoveu audiência pública em Arujá

Fonte:Prefeitura de Arujá
Tudoem Mogi das Cruzes
Tudoem Mogi das Cruzes

Corredor Metropolitano: EMTU promoveu audiência pública em Arujá e detalhou investimentos previstos

 

         As perspectivas de prazo e investimento do Corredor Metropolitano Alto Tietê foram apresentadas em audiência pública realizada na Câmara Municipal, nesta sexta-feira (15/04). O evento teve a presença do presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Joaquim Lopes, e dos prefeitos de Arujá, Abel Larini, Ferraz de Vasconcelos, José Izidro Neto, e Poá, Marcos Borges. As três cidades, além de Itaquaquecetuba, serão beneficiadas pela obra.

         De acordo com Lopes, Arujá é o município mais avançado em relação aos investimentos previstos para o corredor. Uma mostra disso é a conclusão do projeto básico do terminal arujaense, que deve ocorrer no próximo mês, segundo o cronograma apresentado nesta sexta.

O terminal metropolitano de Arujá será construído entre as Avenidas Pinerollo e Mário Covas e terá plataformas cobertas, além de escadas rolantes para o deslocamento dos usuários.

Além do terminal, os investimentos na cidade contemplam um viaduto no prolongamento da Avenida Ângelo Anunciato, uma transposição no Córrego Caputera, quatro estações de embarque e um viário de 3,2 quilômetros relativo ao Trecho 1 do Corredor Metropolitano. Segundo as planilhas demonstradas, este conjunto de investimentos totaliza R$ 114,2 milhões em Arujá.

O traçado local seguirá pela Avenida Renova dos Santos até encontrar a SP-56. Também será feita uma transposição entre as avenidas Benedito Manoel e Ângelo Anunciato, eliminando entroncamentos ou paradas ao longo do percurso.

“Tivemos de fazer uma pausa de seis meses no projeto em 2015, em virtude da crise financeira que o País enfrenta e estamos aqui para mostrar em que etapa este processo está. O sonho não terminou e continuamos trabalhando porque se trata de uma ação muito importante para o desenvolvimento do Alto Tietê e da Região Metropolitana de São Paulo”, afirmou Lopes, na abertura da audiência.

Para o prefeito Abel Larini, a atividade desta sexta serviu como uma prestação de contas à população. “O Corredor Metropolitano vai fazer a diferença para o desenvolvimento da nossa cidade e tem de sair do papel. Esta audiência é uma prova de que estamos cobrando esta obra constantemente”, afirmou.

Participaram da audiência o secretário municipal de Planejamento, Flávio de Senço, o presidente da Câmara, Renato Bispo Caroba, os vereadores Abel Franco, Edvaldo de Oliveira Paula, o Castelo Alemão, Gabriel dos Santos, Gilberto Daniel, o Gil do Gás, Julio Taikan Yokoyama, o Julio do Taikan, Jussival Maques, Odair Neris, o Mano’s, Reynaldo Gregório Júnior, o Reynaldinho, Marcio Oliveira e Wilson Ferreira, além da diretora do departamento de elaboração de projetos da EMTU, Cristiane Dias, e da diretora-presidente da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), Rovena Negreiros.

O Corredor

Obra que ligará os municípios de Arujá, Itaquaquecetuba e Ferraz de Vasconcelos, o Corredor Metropolitano Alto Tietê terá 20,2 quilômetros de extensão; 24 estações de embarque e desembarque; duas estações de transferências e três terminais, sendo um em Arujá, um em Ferraz e um em Poá. Ele será operado por 71 veículos e a estimativa é de que seja utilizado por 82,5 mil passageiros diariamente.

A estimativa é que o Corredor Metropolitano seja executado com um investimento de R$ 646,5 milhões. O projeto executivo deverá ficar pronto em maio de 2017.

Autor

Tudoem

Prefeitura de Arujá

Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Arujá

pma.imprensa@aruja.sp.gov.br

admtudo*

Comentários

Voltar ao Topo